“Shahru Ramadhan” por Shaykh Abdul Qadir Jilani (r.a.)

0
1563

Prezados leitores,

Assalamu aleikum wa rehmatulahi wabarakatuhu,

No seguimento da nossa análise sobre o significado assim como das virtudes do abençoado mês islâmico de Shahru Ramadhan, apresentamos alguns excertos de Al-Ghumya li-Talibi al-Haqq Vol.3 um livro escrito pelo Ilustre Teólogo e Santo sufi, Al Ghawth Shaykh ‘Abdul Qadir Jilani (r.a.), Líder da confraria sufi Qadirya, de Bagdad.

“Ó fiéis! O jejum está-vos prescrito tal como foi prescrito aos vossos antepassados para que (aprendam a) temer a Deus” (Quran 2:183),

O jejum ajuda-nos a aprender a temermos a Allah (o chamado Taqwa).

  • O Ramadhan inicia com a possibilidade dos crentes implorarem pela infinita Misericórdia de Allah (esta prece deverá ser feita nos primeiros 10 dias), a seguir, o Perdão é oferecido no segundo terço deste mês e finalmente as preces pela salvação do Inferno deverão ser feitas nos últimos 10 (completando assim os 30 dias deste sagrado mês).
  • A pessoa que jejuar terá acesso ao 8º portão do Paraíso, designado Rayyan. Está reservado unicamente para aqueles que jejuam. Este é o mês do Sabr (paciência e caridade).

Recomendações

Procurem cultivar a prática dos 4 pontos abaixo, repetindo-os frequentemente.

Com os 2 primeiros ganharão a graça do vosso Senhor e em relação aos 2 últimos, estamos certos que não hesitarão em utilizá-los na v/rotina diária, dada a sua dimensão espiritual:

  1. Dhikr (Recordação) da Shahadah – La-e-laha-illal-lah;
  2. Implorar por perdão – p.e. – Astagfirullah, Rab-bigh-fir-lee
  3. Implorar para que sejam garantidos os jardins do paraíso
  4. Pedir refúgio do fogo do Inferno – p.e. – Allahuma Jarnee min-nan-nar
  • Chama-se Shahru Ramadhan porque tem o efeito de queimar/chamuscar os pecados; simplesmente tira os nossos pecados, queimando-os. Logo, os nossos corpos e corações passam pelo processo de purificação. [ou seja, poderão também entender isto como, purifiquem-se na terra ou esperem que sejam purificados com o fogo do inferno – a escolha é vossa]
  • O sono daquele que jejua é um acto de Ibadath – adoração, pois o silêncio é Tasbih- O mesmo que dizer Subhanallah; ainda, o Duá (pedido a Allah) dessa pessoa será claramente correspondido e as suas boas acções multiplicadas.
  • Existem 3 formas das nossas preces serem respondidas, uma delas é jejuando. Por isso, é altamente recomendável que sejam feitos o máximo de Duás que conseguirem enquanto jejuam. Ainda, o jejum é um “junna” (serve de armadura, escudo protector) para aquele que o pratica.
  • Ao efectuar Ibadath voluntário, como nafl ou dhikr à noite, leia a partir do sagrado Alcorão o versículo:
    • “Inna Fa-tahna laka fath-hum-mubeena” – Em verdade, temos te predestinado um evidente triunfo, (48:1)

A pessoa que recitar este versículo receberá a garantia de protecção e guarda de Allah Subhana Wa Taala, durante um ano inteiro. Por isso, reze frequentemente no Shahru Ramadhan.

  • Todos os meses, é recomendável tentar jejuar nas noites de lua cheia- al-ayyum al-bid – que corresponde às 13ª, 14ª e 15ª noites de todos os meses do calendário lunar islâmico, com a recompensa de cada jejum ser de 10,000, 30,000 e 300.000 sawabs (i.e., o aumento das recompensas espirituais) respectivamente para cada um desses dias.
  • Todos os Sajdahs (prostrações) terão 1700 sawabs cada. Todos os nafils serão equivalentes (em termos de recompensas) a um namaz Faraz que é 70x mais elevado em recompensa.
  • As Sextas-Feiras e o mês de Shahru Ramadhan são os únicos períodos em que não existe Hisaab (contabilização para acerto de contas) – correspondendo ao relatório dos gastos pessoais de cada individuo. Todos seremos questionados sobre como usámos a nossa riqueza durante o ano (excepto às Sextas-Feiras e no Shahru Ramadhan.). Isto terá lugar no Dia do “acerto de contas”.
  • Os Jardins do Paraíso serão remodelados e redecorados todos os meses do Ramadão e as donzelas do Paraíso irão adornar-se esplêndidamente, solicitando pretendentes para se casarem.
  • Nenhum servo de Allah Subhana wa Taala que tenha realizado o jejum pelo menos 1 dia no mês de Ramadhan, irá falhar o casamento com as donzelas do paraíso.
  • A pessoa que providencia o Iftar (meios alimentares para fins de abertura do Jejum) – para alguém, terá os seus pecados perdoados e estará livre do fogo do inferno, ser-lhe-ão também garantidas as recompensas daquele que efectuou o jejum, sem que o jejuador fique com menos recompensas. Mesmo oferecendo uma refeição seca, será recompensado. Quem oferecer um iftar satisfatório Allah recompensá-lo-à com a oportunidade de beber do Hawn (bacia, equivalente a copo) de Allah Subhana wa Taala; sendo que a pessoa nunca mais voltará a sentir sede.
  • Neste mês, Allah Subhana wa Taala perguntará 3 vezes: “Existe alguém que tenha algum pedido a fazer, para que Eu possa garantir a acepção desse pedido? Existe alguém que deseje arrepender-se, para que Eu aceite o seu arrependimento? Existe alguém que procura perdão, para que Eu possa perdoar?”

ALERTA:

  • Evite dizer Ramadhan, utilize a forma que está no Alcorão, Shahru Ramadhan, (2:185)
  • Muitos jejuam durante o dia no entanto não recebem nada senão fome e sede. Também passam a noite no qiyam layla (vigília nocturna) – rezam mas não recebem mais do que insónias. Porquê? Esta é uma consequência dos olhares indiscretos (com desejo), da mentira, da calúnia. Estes actos rompem o jejum.
  • Existem 4 tipos de pessoas que não serão perdoadas no mês de Shahru Ramadhan:
    • Pessoas que consumam e sejam viciadas no álcool
    • Os filhos desobedientes e que desrespeitam os seus pais
    • Os culpados por romperem laços de parentesco – brigas familiares
    • E finalmente os que são relutantes em perder o rancor e teimosamente indispostos em aceitar o reestabelecimento de boas relações com quem quer que tenham ofendido.

Que Allah perdoe qualquer falha que tenha sido feita e aceite este trabalho no sentido de nos conduzir à realização de acções piedosas neste abençoado mês de Shahru Ramadhan.

Que Allah perdoe os nossos pecados e nos absolva de todos os tipos de punições como resultado das nossas acções.

Que Allah nos guie na senda da rectidão e nos honre com a práctica extraordinária da sunnah do Seu Querido Profeta e Mensageiro, Hazrat Muhammad Rassullullah Sallallahu Aleihi Wassalam-amin

[Source: DeenIslam]