As virtudes do Sagrado mês de Dhul Hijjah

0
3273

A informação contida neste artigo é um excerto de Al-Ghunya li-Taalibi Tareeq al-Haqq por Al Ghawth Al Azam Shaykh ‘Abdul Qadir Jilani (que Allah esteja satisfeito com ele) traduzido do árabe por Haaji Muhtar Holland em “Sufficient Provision for Seekers of the Path of Truth” (Al-Baz Publishing, Inc., Florida 1997) – Volume 3, páginas 166-258. Está traduzida para português da versão inglesa da IECRCNA.

Hazrat Shaykh Abdul Qadir Jilani (que Allah esteja satisfeito com ele) é Sultan-al-Awliya, ou seja, a Coroa dos Santos e da maioria dos eruditos das tradições Islâmicas, sendo considerado a grande fonte da Ordem Espiritual Qadri. Nasceu no distrito Iraniano de Gilan, a sul do Mar Cáspio, em 470 Hégira (1077-8 CE). Tendo vivido uma vida de extrema piedade, sacrifício, serviço e devoção a Allah Todo-o-Poderoso e o Seu Mensageiro , passou para o Reino da Beatitude Divina  a 11 de Rabi-uth-Thani de 561 de Hégira (1166 DC). Descansa hoje na cidade de Bagdade, no Iraque. O seu abençoado santuário é um espaço de visitas de piedosos e devotos por todo o mundo.

A intenção deste breve documento é trazer à atenção dos nossos leitores os grandes benefícios espirituais destas abençoadas noites e dias e encorajar as pessoas a ganhar estes benefícios praticando os respectivos actos de adoração.

Para além da leitura deste artigo, recomendamos que leia sobre as 10 recompensas para o crente que dignifica os 10 primeiros dias de Dhul Hijjah.

Introdução

Dhul Hijjah é o 12º e último mês do Calendário Islâmico Lunar. É um dos quatro meses sagrados, depois de Muharram, Rajab e Dhul-Qa’dah. O significado do mês de Dhul Hijjah é expressivo no Sagrado Alcorão e nos ditos do Sagrado Profeta e os Seus Nobres Companheiros (que Allah esteja satisfeito com todos eles).

Allah, o Majestoso e Honorável, afirma no Sagrado Alcorão:

“E pelo juramento das dez noites”

[Surah Al-Fajr 89:2]

Hazrat Ibn Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele e com o seu pai), o grande companheiro do Sagrado Profeta e ilustre intérprete do Sagrado Alcorão explica que a expressão “e dez noites [wa layaalin ‘ashr]” refere-se às 10 noites especiais no início do mês de Dhul Hijjah.

Hazrat Abu Saeed Al-Khudri (que Allah esteja satisfeito com ele), outro grande Companheiro do Sagrado Profeta revelou que o Sagrado Profeta disse:

“O comandante [sayyid] dos meses é o mês de Ramadhan, e o mais poderoso deles em santidade [hurma] é Dhul-Hijjah.”

De acordo com Hazrat Abu Huraira (que Allah esteja satisfeito com ele), o Sagrado Profeta disse que:

“De todos os dias, não existe nenhum em que Allah, o Majestoso e Honorável, mais adora ter o serviço de adoração a ser efectuado em Seu nome do que durante os Dez Dias de Dhul Hijjah. Dedicar um desses dias ao jejum é equivalente a jejuar durante todo o ano, e efectuar orações nocturnas num desses dias é como se tivéssemos efectuado orações nocturrnas durante um ano inteiro”.

Orações a recitar durante os 10 primeiros dias de Dhul Hijjah

Hazrat Ali (que Allah esteja satisfeito com ele) reportou que o Sagrado Profeta disse:

“Quando os Dez [Dias e Noites] de Dhul-Hijjah se aproximarem, vós devereis dedicar o v/tempo a uma obediência/adoração constante; para eles são os dias em que Allah, o Majestoso e Honorável, outorgou o seu favor especial, e Ele tornou a santidade das suas noites equivalente à santidade dos seus dias. Então, se um crente, numa das Dez  noites sagradas, rezar sob a forma de 4 ciclos de orações (4 raka’at) no último terço (da noite), e incluir os Surah’s seguintes em cada ciclo:

  • Surah Al-Fatiha [1:1-7] uma vez;
  • Ayat Al-Kursi [2:255] 3 vezes
  • Surah Al-Ikhlaas [112:1-4] 3 vezes
  • Surah Al-Falaq [113:1-5] e Surah An-Naas [114:1-6] uma vez cada;

E se essa pessoa elevar as suas mãos (fazendo Duah), assim que complete esta oração e disser (clique na imagem para ver em tamanho maior):

Subhaana Dhil-‘Izzati wal-Jbaroot. Subhaana Dhil-Qudrati wal-Malakoot. Subhannal-Hayyil-Ladhee laa yamoot. Laa ilaaha illa Huwa yuhyee wa yumeetu wa Huwa Hayyun laa yamoot. Subhaanal-laahi Rabbil-‘ibbadi wal-bilaad. Al-Hamdu lil-laahi Katheran wa Yayiiban wa mubaarakn ‘alaa kulli haal. Allahu Akbary kabeera Rabbanaa Jalla Jalaaluhu wa Qudratuhu bi-kulli Makaan.

Glória ao Senhor do poder e do domínio, Glória ao Senhor do Poder e do Reino! Glória ao Eterno, que nunca morre! Não há outro Deus senão Ele, Aquele que traz a vida e a morte, enquanto está sempre vivo e nunca morre. Glória a Allah, Senhor dos homens e todas as terras Louvado seja Allah-abundancia e louvores sob qualquer circunstância, Allah é supremamente grande, tão imensamente O Nosso Senhor, Esplendorosa é a Sua Majestade e Seu poder está em qualquer lugar.

E se depois pedir aquilo que quiser, essa pessoa terá a mesma recompensa que aquela que tenha feito a Peregrinação à Sagrada Casa de Allah, visitado o túmulo do Profeta e que se esforça pela causa de Allah. Seja qual fôr o pedido que esse crente peça a Allah, o Majestoso e Honorável (InshaAllah), Allah Todo Poderoso garantirá a acepção desse pedido.

Se a pessoa efectuar estas mesmas orações (acima descritas) durante todas as noites das Dez Noites, Allah, o Majestoso e Honorável, garantirá o livre acesso ao nível mais alto do Paraíso [al-Firdaws al-A’laa] e Ele apagará todos os pecados do registo de acções pessoais. Ser-lhe-á dito “Agora define o teu trabalho para um novo começo”.

Se as preces forem efectuadas no Dia de Arafa e a pessoa tiver jejuado durante o dia e orado durante a noite tendo também pronunciado a invocação mencionada e efectuar uma súplica humilde perante Allah, o Majestoso e Honorável, Ele dirá: “Ó Meus anjos, vós sois testemunhas de que Eu garanti o perdão a esta pessoa, e que Eu igualei-o ao Peregrino da Casa de Allah [al-Haaj ilaa Baitillah]. Os anjos ficarão encantados ao ouvir o que Allah, O Majestoso e Honorável outorgou ao seu servo crente, como recompensa pelas suas preces e invocações.

Recompensas do Hajj

Hazrat Ibn Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele e com o seu pai) disse:

Nós estávamos na companhia do Mensangeiro de Allah , quando um grupo de pessoas chegara do Iémen. Eles disseram: “Que as nossas mães e pais sejam a nossa compensação! Poderá-nos falar acerca dos benefícios da peregrinação [Hajj]?

O Nosso Profeta disse:

“Sim! Quando alguém decide sair de casa, como Peregrino ou Visitante e quando ele levanta um pé ou toca novamente no chão, os seus pecados caem pelos seus pés, tal como as folhas caem das árvores. Então, quando a pessoa chega à cidade de Madina, aperta a minha mão e cumprimenta-me com a saudação de paz [Salaam], os anjos vão da mesma forma saudar-lhe com a saudação de paz. E quando o peregrino chega a Dhul Haleefa (O miqat ou ponto de encontro para Peregrinos que se aproximam de Meca vindos de Madina), e efectuam a ablução, Allah, o Majestoso e Honorável, irá purificá-lo dos seus pecados. Quando essa pessoa coloca duas peças de roupa novas, Allah irá renovar as boas acções para ele…” [Para uma leitura completa do Hadice, consulte o texto original].

O 9º dia de Dhul Hijjah

Hazrat Ibn Umar (que Allah esteja satisfeito com ele e com o seu pai), disse que ele ouviu o Mensageiro de Allah dizer:

“Allah, o Majestoso e Honorável, inspecciona os Seus servos no Dia de ‘Arafa, e se houver um átomo de fé [Imaan] no coração de qualquer uma dessas pessoas, Ele garante-lhes perdão sem falha”.

Jejuar no 9ºdia de Dhul Hijjah

Hazrat Qatada (que Allah esteja satisfeito com ele), afirma que o Sagrado Profeta disse:

“Jejuar no Dia de ‘Arafa conta como uma reparação [kaffara]  de dois anos: o ano que passou e o ano que aí vem”.

Prece a ser recitada no 9ºdia de Dhul Hijjah

Hazrat Abu Huraira (que Allah esteja satisfeito com ele) disse que o Sagrado Profeta afirmou:

“Se alguém efectuar ciclos de orações voluntários no dia de ‘Arafa, entre a oração de Dhuhr e ‘Asr e recitar em cada ciclo Surah Al-Faatiha uma vez e Surah Al-Ikhlaas 50 vezes, um milhão de boas acções serão creditadas a essa pessoa. Por cada letra do Alcorão, essa pessoa será promovida em um nível nos Jardins do Paraíso, sendo que a distância entre cada nível e o próximo uma viagem de 50 anos…” [Leia a fonte deste Hadice para ver outros benefícios desta oração].

Ainda, noutra citação, Hazrat Abdullah ibn Masud (Que Allah esteja satisfeito com ele) disse que o Sagrado Profeta afirmou:

“Se alguém efectuar 2 ciclos voluntários de orações no Dia de ‘Arafa, recitando em cada ciclo:

  • Surah Al-Faatiha 3 vezes, começando cada um deles com o Bismilah (Bismillahir-Rahmaanir-Raheem) e terminando com Aameen,
  • Surah Al-Kaafiroon [109:1-6] 3 vezes, e
  • Surah Al-Ikhlass uma vez, começando com o Bismilah,

Allah, o Majestoso e Honorável dirá (aos anjos): “Testemunhem que Eu garanti-lhe perdão pelos seus pecados”.

As orações da Noite do Sacrifício

Na Noite do Sacrifício (a noite antes do dia de Eid), o crente deve efectuar 2 ciclos de orações, recitando em cada ciclo:

  • Surah Al-Faatiha 15 vezes,
  • Surah Al-Ikhlass 15 vezes,
  • Surah Al-Falaq 15 vezes, e
  • Surah An-Nass 15 vezes.

Depois de concluir a oração, a pessoa deve:

  • Recitar Ayat-ul-Kursi 3 vezes,
  • Perdir perdão a Allah 15 vezes, e depois:
  • Pedir o que desejar a Allah, O Majestoso e Honorável para este mundo ou para o próximo.

O dia de Eid

Quando o crente efectuar a oração de Eid seguindo um certo caminho desde casa até à mesquita, é recomendado que volte por um caminho diferente. Este conselho é baseado nas palavras de Hazrat Ibn Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele e com o seu pai) que disse que o Sagrado Profeta seguiu um caminho (para ir efectuar a oração de Eid em congregação) e utilizou um trajecto diferente no regresso a casa.

Udhiyya (Qurbani – Sacrifício)

O sacrifício dos animais (udhiyya/qurbani) é uma prática recomendada (Sunnah) nos madhhabs de Hanbali, Maliki e Shafi e não é recomendada a quem não tenha possibilidades de o fazer. Para o madhhab Hanafi é estritamente necessário (wajib – tecnicamente o mesmo que Farz em termos práticos).

Duah

Rogamos a Allah, o Majestoso e Honorável, que pelo Waseela (intermédio) Do Seu Amado Profeta aceite o Hajj de todos aqueles que tiveram a oportunidade de o fazer este ano e que Ele faculte a oportunidade àqueles que desejam seguir esta viagem no futuro. Que Allah perdoe os nosso pecados e aceite a nossa actos de adoração e nos faça verdadeiros servos do Seus Sagrados Amigos (Awliya Kiram). Aameen.